10 dezembro 2010

ADJUNTO ADVERBIAL


 O adjunto adverbial é responsável por modificar ou intensificar o sentido de um verbo, adjetivo ou advérbio.

Exemplos: Hoje é o dia da árvore. (“Hoje” indica tempo)
Cantamos muito para você. (“muito” intensifica o verbo “cantamos”)
Estavam muito bonitas para a festa. (“muito” intensifica o adjetivo “bonitas”)
Dormimos muito bem esta noite. (“muito” intensifica o advérbio “bem”)

Em todas as orações acima o termo “muito” é um adjunto adverbial de intensidade. Já na primeira oração o termo “hoje” é adjunto adverbial de tempo.

Agora, observe este exemplo:

Hoje fui de ônibus para minha casa.

Vemos que hoje é um indicativo de tempo, de ônibus um indicativo de meio (o meio pelo qual fui) e minha casa um indicativo de lugar.
Portanto, podemos dizer que hoje é um adjunto adverbial de tempo, de ônibus um adjunto adverbial de meio e minha casa um adjunto adverbial de lugar.

Outro exemplo:

Estou morrendo de fome.

Observe que “de fome” é a causa pela qual “estou morrendo”, mas pode ser confundido com o modo pelo qual estou morrendo. Trata-se de um adjunto adverbial de causa e não de modo.

Alguns Adjuntos Adverbiais:

Além de bonita, é a primeira aluna da classe. (de acréscimo)
Talvez ele queira ficar para dormir. (de dúvida)
Ele nos visitava frequentemente. (de frequência)
Sim, ele nos visitou ontem. (de afirmação)
Paula mora no campo. (de lugar)
Sem persistência, não há aprendizado. (de condição)
Por cem mil reais, ele vende aquela casa! (de preço)
Amanhã à noite iremos ao cinema. (de tempo)
Não quero renovar a assinatura do jornal. (de negação)
Há dez anos não o vejo. (de tempo e de negação)
As pessoas pensam que nunca o amor acaba. (de negação)
O elefante vive cem anos. (de tempo)
Ele mora em Campinas. (de lugar)

******************************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário