Pular para o conteúdo principal

NUMERAL


Numeral 

Classe que expressa quantidade exata, ordem de sucessão, organização.

Os numerais podem ser:

Cardinais

Indicam uma quantidade exata Exemplo: quatro, mil, quinhentos

Ordinais

Indicam uma posição exata Exemplo: segundo, décimo

Multiplicativos

Indicam um aumento exatamente proporcional. Exemplo: dobro, quíntuplo

Fracionários

Indicam uma diminuição exatamente proporcional Exemplo: um quarto, um décimo
DICAS
Numeral (cinco, segundo, um quarto) é diferente de número (5, 2º ,1/4). Evite usar números em seu texto. Eles deverão ser usados para dados, estatísticas, datas, telefones...

Quadro dos principais numerais

Cardinais

Ordinais

Multiplicativos

Fracionários

um
primeiro
(simples)
  -
dois
segundo
dobro, duplo
meio
três
terceiro
triplo, tríplice
terço
quatro
quarto
quádruplo
quarto
cinco
quinto
quíntuplo
quinto
seis
sexto
sêxtuplo
sexto
sete
sétimo
sétuplo
sétimo
oito
oitavo
óctuplo
oitavo
nove
nono
nônuplo
nono
dez
décimo
décuplo
décimo
onze
décimo primeiro
  -
onze avos
doze
décimo segundo
  -
doze avos
treze
décimo terceiro
  -
treze avos
catorze
décimo quarto
  -
catorze avos
quinze
décimo quinto
  -
quinze avos
dezesseis
décimo sexto
  -
dezesseis avos
dezessete
décimo sétimo
  -
dezessete avos
dezoito
décimo oitavo
  -
dezoito avos
dezenove
décimo nono
  -
dezenove avos
vinte
vigésimo
  -
vinte avos
trinta
trigésimo
  -
trinta avos
quarenta
quadragésimo
  -
quarenta avos
cinquenta
quinquagésimo
  -
cinquenta avos
sessenta
sexagésimo
  -
sessenta avos
setenta
septuagésimo
  -
setenta avos
oitenta
octogésimo
  -
oitenta avos
noventa
nonagésimo
  -
noventa avos
cem
centésimo
cêntuplo
centésimo
duzentos
ducentésimo
  -
ducentésimo
trezentos
trecentésimo
  -
trecentésimo
quatrocentos
quadringentésimo
  -
quadringentésimo
quinhentos
quingentésimo
  -
quingentésimo
seiscentos
sexcentésimo
  -
sexcentésimo
setecentos
septingentésimo
  -
septingentésimo
oitocentos
octingentésimo
  -
octingentésimo
novecentos
nongentésimo ou noningentésimo
  -
nongentésimo
mil
milésimo
  -
milésimo
milhão
milionésimo
  -
milionésimo
bilhão
bilionésimo
  -
bilionésimo

Leitura dos numerais

Numeral antes do substantivo

A leitura será ordinal: X volume- décimo volume; XX página- vigésima página

Numeral depois do substantivo

A leitura será ordinal de 1 a 10:
volume X- volume décimo
página XX- página vigésima
A leitura será cardinal de 11 em diante:
pauta XII
pauta doze
século XX
século vinte
Fonte: www.portugues.com.br
Numeral
Palavra que indica quantidade, número de ordem, múltiplo ou fração.
Classifica-se como:
Cardinal (1, 2, 3, ...)
Ordinal (primeiro, segundo, terceiro, ...)
Multiplicativo (dobro, duplo, triplo, ...)
Fracionário (meio, metade, terço).
Além desses, ainda há os numerais coletivos (dúzia, par etc.)

Valor do Numeral

Podem apresentar valor adjetivo ou substantivo. Se estiverem acompanhando e modificando um substantivo, terão valor adjetivo. Já se estiverem substituindo um substantivo e designando seres, terão valor substantivo.
Ex.: Ele foi o primeiro jogador a chegar. (valor adjetivo) / Ele será o primeiro desta vez. (valor substantivo)

Emprego

Ordinais como último, penúltimo, antepenúltimo, respectivos... não possuem cardinais correspondentes
Os fracionários têm como forma própria meio, metade e terço, todas as outras representações de divisão correspondem aos ordinais ou aos cardinais seguidos da palavra avos (quarto, décimo, milésimo, quinze avos etc.)
Designando séculos, reis, papas e capítulos, utiliza-se na leitura ordinal até décimo; a partir daí usam-se os cardinais. (Luís XIV - quatorze, Papa Paulo II - segundo)

Observação

Se o numeral vier antes do substantivo, será obrigatório o ordinal (XX Bienal - vigésima, IV Semana de Cultura - quarta)

Zero e ambos /as (chamado dual) também são numerais cardinais. 14 apresenta duas formas por extenso catorze e quatorze.

A forma milhar é masculina, portanto não existe "algumas milhares de pessoas" e sim alguns milhares de pessoas.

Alguns numerais coletivos

grosa (doze dúzias)
lustro (período de cinco anos)
sesquicentenário (150 anos)

Um - numeral ou artigo?

Nestes casos, a distinção é feita pelo contexto. Numeral indicando quantidade e artigo quando se opõe ao substantivo indicando-o de forma indefinida

Flexão

Varia em gênero e número

Variam em gênero

Cardinais: um, dois e os duzentos a novecentos; todos os ordinais; os multiplicativos e fracionários, quando expressam uma idéia adjetiva em relação ao substantivo

Variam em número

Cardinais terminados em -ão; todos os ordinais; os multiplicativos, quando têm função adjetiva; os fracionários, dependendo do cardinal que os antecede.

Os cardinais, quando substantivos, vão para o plural se terminarem por som vocálico (Tirei dois dez e três quatros)


****************************************************************************

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EXERCÍCIOS - ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS E ADJETIVAS

EXERCÍCIOS SOBRE ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

01. A opção em que a oração subordinada pode ser considerada adverbial condicional é: a) Desde que o vi, me apaixonei. b) Desde que tenho muito trabalho hoje, não poderei sair. c) Permanecerei aqui, desde que você permaneça. d) Diga-me se a proposta lhe interessa. e) Falou sem que nos convencesse.
02. As orações subordinadas adverbiais assinaladas estão classificadas. assinale a alternativa cuja classificação esteja errada: a) “Nunca chegará ao fim por mais depressa que ande.” (oração subordinada adverbial concessiva) b) “Era tal a serenidade da tarde que se percebia o sino de uma freguesia distante, dobrando a finados.” (oração subordinada adverbial consecutiva). c) Mesmo que faça calor, não poderemos nadar. (oração subordinada adverbial concessiva) d) Ela era tão medrosa, que não saía de casa. (oração subordinada adverbial comparativa) e) Se tudo correr bem, levar-te-ei à Europa. (oração subordinada adverbial condicional)
03. No período: "Era tal a serenidade da tarde, que se percebia o sin…

EXERCÍCIOS - FUNÇÕES DA LINGUAGEM

01. Assinale a alternativa em que a função apelativa da linguagem é a que prevalece: A) Trago no meu peito um sentimento de solidão sem fim... sem fim... B) “Não discuto com o destino o que pintar eu assino.” C) Machado de Assis é um dos maiores escritores brasileiros. D) Conheça você também a obra desse grande mestre. E) Semântica é o estudo da significação das palavras. 02. Identifique a frase em que a função predominante da linguagem é a REFERENCIAL: A) Dona Casemira vivia sozinha com seu cachorrinho. B) Vem, Dudu! C) Pobre Dona Casemira... D) O que ... O que foi que você disse? E) Um cachorro falando? 03. A função metalinguística predomina em todos os fragmentos, exceto em: A) “Amo-te como um bicho simplesmente de um amor sem mistério e sem virtude com um desejo maciço e permanente.” (Vinicius de Morais) B) “Proponho-me a que não seja complexo o que escreverei, embora obrigada a usar as palavras que vos sustentam.” (Clarice Lispector) C) “Não narro…