03 agosto 2011

EXEMPLO DE REDAÇÃO DISSERTATIVA


 
















Solidão: O mal da Modernidade

   Entre outras mazelas da sociedade contemporânea, o homem tem vivido e convivido com a solidão. Esta alteração dos padrões sociais pode ser entendida a partir da competitividade imposta nos mais variados níveis, bem como pelos hábitos de relações virtuais.
     Sabe-se que, para a obtenção do sucesso, tanto profissional quanto pessoal, há pessoas que acabam esquecendo de sua dependência natural aos demais semelhantes, criando-se assim, uma postura de individualidade. Discordando de opiniões alheias e aceitando somente as suas como válidas, esses indivíduos acabam afastando os outros ou até mesmo fomentando rivalidades. Talvez, o reconhecimento almejado possa ser conquistado nessas circunstâncias, por outro lado, a consequência será a plena solidão.
     É de conhecimento comum que, atualmente, a internet tornou-se um mecanismo fundamental para a comunicação. São muitos os que utilizam desse meio para suas relações interpessoais, onde também encontram pessoas com interesses afins. O problema está no falso sentimento de que, ali, na rede virtual, há amigos com quem, verdadeiramente, se possa contar. limitando-se ao isolamento frente a uma tela de computador, as chances de ser alguém, efetivamente, socializado são mínimas.
    A verdade é que a solidão não passa de uma má escolha. Há quem sempre conviveu com ela, outros que optaram por esse estilo de vida, se assim se pode chamá-lo. De qualquer forma, basta reconhecer que, para ser, verdadeiramente, feliz, a presença física do outro é indispensável.

**************************************************
A título de esclarecimento:
em vermelho - a tese (a solidão )
em azul - argumento 1 (competitividade )
em laranja - argumento 2 (hábitos de relações virtuais )
o último parágrafo retoma a tese (a solidão)

Texto do aluno Rafael de Mira Alves -  3º ano do ensino médio ( SENAI- Sul)

Nenhum comentário:

Postar um comentário