17 fevereiro 2011

A IMPORTÂNCIA DA PONTUAÇÃO





O Mistério da Herança

     Um homem rico estava muito mal, agonizando. Dono de uma grande fortuna, não teve tempo de fazer o seu testamento. Lembrou, nos momentos finais, que precisava fazer isso. Pediu, então, papel e caneta. Só que, com a ansiedade em que estava para deixar tudo resolvido, acabou complicando ainda mais a situação, pois deixou um testamento sem nenhuma pontuação. Escreveu assim:
"Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres."

Morreu, antes de fazer a pontuação.

O sobrinho, interessado na herança, fez a seguinte pontuação:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres."
 
A irmã, também de olho na herança, chegou em seguida. Pontuou assim o escrito :

"Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres."
 
O padeiro, percebendo a oportunidade, aplicou a seguinte pontuação:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres."

Finalmente, chegaram os pobres da cidade. Esfaimados, fizeram a única pontuação possível:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais ! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres."

A quem coube a herança é um mistério que perdura até hoje! 

************************************************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário